John Boorman, de Michel Ciment

boormanff.jpg

Data
1986

Editora
Faber & Faber

Designer
n/a (John McConnell, da Pentagram, seria por esta altura o director artístico da editora)

Descrição
Esta é uma das melhores capas de que me lembro. Comprei o livro há mais de 15 anos, e continua, hoje como então, a parecer-me perfeita.
Quem conhece o cinema de John Boorman, não espera uma capa assim, tanto mais se já viu a capa francesa da Calmann-Lévy: colorida, comercial, agressiva, sexy, muito 80’s (ver Prova A).
Pois o arrojo (isto não é um paperback de bolso, mas um hardback de 225×275 mm) da Faber esteve em ir absolutamente a contra-corrente, evitando a expectativa do público e procurando adequar a capa ao objecto do livro.
Boorman é de um rigor impressionante no seu discurso, e daí a rígida grelha, a composição centrada e simétrica da tipografia, a extrema economia desta, a ausência de cor (talvez A mais corajosa decisão a envolver esta capa). Contudo, o cinema de Boorman foge da racionalidade, procura as fissuras e desafia o espectador: eis, então, a foto do realizador pendendo para a esquerda do eixo vertical da composição e anulando a simetria, apontando directamente ao leitor e impondo-se face à imensidão do espaço branco. Quase do nada, com uma foto onde se nota até o grão, a figura do realizador vence o vazio que o rodeia e leva-nos consigo para dentro do livro. Escusado será dizer que o layout no interior do livro responde ao mesmo rigor, e que a cor é sobriamente doseada com as imagens a preto, criando spreads fabulosos. É um livro que traduz, na sua forma gráfica, as tensões psicológicas e criativas que o seu texto documenta, e tem um aspecto, ao mesmo tempo majestoso, áspero e sensual. E intemporal em toda a linha.

Possíveis melhorias
Se aquele vazio branco que envolve Boorman se materializasse em nevoeiro, esfumando parte do seu contorno, como se ele tivesse saído de uma bruma milenar, a foto seria mais arrepiante e teria uma ligação mais directa com filmes como Excalibur ou A floresta esmeralda. E não é difícil imaginá-lo a sair de uma bruma assim…

Prova A
boorman.jpg

Leave a comment

Filed under Capas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s