Bebendo o mar, de Xavier Queipo

Data
2003

Título
Bebendo o mar

Autor
Xavier Queipo

Edição
Deriva

Dimensões e Impressão
230 x 150 mm
Offset, CMYK (C/A – Pontevedra)

Descrição
Pode uma capa correr o risco de ser um spoiler para o potencial leitor, de o avisar de antemão do desfecho dramático do livro? Acho que uma capa deve correr riscos, ponto. E – na história de um tradutor galego a viver na Califórnia e que, a meio da tradução de Ensaio sobre a cegueira de Saramago para inglês, descobre que está a ficar cego – tendo de me cingir a um momento e a um objecto que congregassem a essência da narrativa (essa síntese tão difícil e tão excitante de perseguir), não consegui evitar esse momento (ou melhor, o momento imediatamente anterior) e esse objecto que podem ver na capa.

Lembro-me de, na altura, uma criança de 5 anos perguntar, perante esta imagem: mas ele não sabe nadar? Uma pergunta inocente mas que, pelo menos, me pareceu indicar que a capa, da forma mais simples e plana possível (a paleta é quase monocromática, as ondas são estilizadas e apenas os óculos – ou o que deles se consegue discernir – se apresentam com uma certa dose de realismo), provoca reacções a alguns níveis.

(Não têm também, na memória, cenas de filmes vistos na infância e que não conseguem agora datar? Uma dessas cenas, que não consigo atribuir a nenhum filme, época ou realizador – possivelmente, italiano, neo-realista, dos anos 40/50 – é precisamente a do afogamento de um dos personagens, ou de um casal, mesmo no fim do filme.)

O motivo marítimo foi também reflectido na própria foto do autor na contracapa, que, por sorte, se deixou fotografar em frente de um planisfério antigo. (Prova A) Mais uma vez, pequenos acasos e confluências.

Prova A

Na sua crítica ao livro no Diário de Notícias (Prova B), em Agosto de 2003, João Céu e Silva mencionou a capa como uma espécie de condutor emotivo, indo de encontro ao que creio que as capas devem ser: flashes mnemónicos potentes, ou minas de sentido, que, após o primeiro contacto, permanecem latentes durante a leitura e “rebentam” num preciso momento.

Prova B

Leave a comment

Filed under Capas, Da casa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s