1968 (VI)

mishima

No auge da sua fama, e a menos de dois anos do suicídio por seppuku, Yukio Mishima lançava, em Dezembro de 1968, O Meu Amigo Hitler, que reunia um conjunto de peças de teatro, entre as quais a que dá o título ao volume. Mais um peão na sua estratégia de provocar e abanar a sociedade japonesa contemporânea, esta capa seria, então (e hoje ainda), completamente impensável num país europeu ou nos EUA, sobretudo quando associada a este título: a junção de caracteres japoneses com a imagem de Hitler e a suástica era a condensação de todos os fantasmas da II Guerra Mundial. A capa devia estar ainda bem fresca na memória dos estudantes radicais da Universidade de Tóquio que, em Julho de 1969, o desafiaram para um debate.
Um exemplar da 1.ª edição esteve exposto durante o Ciclo Mishima no CCB, onde foi notório o contraste com as abordagens ocidentais ao título, como se comprova pela capa contígua, da edição de 2002 da Columbia University Press. (Prova A)

Prova A
mishima22

Leave a comment

Filed under 1968, Capas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s