One’s own trumpet

Não será algo aconselhável ou comendável, mas em certas ocasiões temos mesmo que tirar o pó à provebial trombeta e dar-lhe uso bem sonoro. Uma dessas ocasiões, no que a este modesto canto diz respeito, é, por exemplo, quando o mais importante e influente designer editorial em Portugal não só perde o seu precioso tempo a ler as palavras que por aqui se lançam, como perde ainda mais tempo a escrever o seguinte:

Em leitura habitual dos blogtaylors, tropecei neste Montag e passei uma boa parte da manhã a devorar todos os artigos. Estou fascinado pela fluência, qualidade crítica e erudição. E os deuses sabem como eu preciso de coisas assim para me orientar neste surprendente e perigoso mundo  da edição de livros.
Ficarei leitor atento.

Estas amáveis palavras do designer Jorge Silva na caixa de comentários deste post serão, por aqui, tomadas como um repto a que espero conseguir corresponder.

Leave a comment

Filed under Da casa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s