Os negros anos-luz de Terry James

Já sei: um ano-luz não é uma medida de tempo mas de espaço. Só que o título da novela de Brian Aldiss adequava-se às mil maravilhas, até pela coincidência temporal entre o trabalho dos “new wavers” e o deste capista (presumivelmente) inglês. Eis, pois, o meu texto (6 páginas) sobre as capas de Terry James para as edições do Science Fiction Book Club de Londres entre 1967 e 1971. Está no número 9 da revista BANG! (publicada pela Saída de Emergência), acabada de sair do prelo e que estará numa FNAC perto dentro de dias.

Leave a comment

Filed under Da casa, Imprensa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s